É a aptidão de um grupo muscular em realizar contrações musculares contra uma carga repetidas vezes, menciona Foss e Keteyian (2000).

A força de resistência é influenciada pela intensidade do estímulo, volume do estímulo e duração, sendo que estes estímulos resultam na mobilização energética utilizada. A capacidade de força de resistência deve promover uma adaptação da função oxidativa da fibras de contração rápida e lenta, proporcionando novos processamentos e formação de novas estruturas contráteis no músculo., cita Weineck (1999).

Durante a execução de alguns exercícios, se aumentarmos a carga de trabalho promoverá uma diminuição do número de repetições do mesmo. Levando em consideração que existe uma deficiência do suprimento sanguíneo arterial no músculo a partir de 20% da força máxima isométrica, a partir de 50% os vasos se fecham totalmente, de acordo com a força de contração desenvolvida, apresenta um metabolismo misto aeróbio e anaeróbio, sendo assim, deve-se aplicar um treinamento adequado à carga característica da modalidade esportiva treinada, cita Weineck (1999).

Segundo Weineck (1999), para desenvolver uma força de resistência, devemos levar em consideração alguns requisitos básicos, sendo eles:

a) A força de resistência é uma capacidade importante no desenvolvimento de qualquer esporte de resistência, onde devemos nos atentar às delimitações e diferencias de cada modalidade, cita Weineck (1999).

b) Um treinamento de força de resistência eficiente deve promover um desenvolvimento diferenciado das capacidades específicas de cada modalidade para se atingir um alto desempenho do início ao fm do percurso, cita Weineck (1999).

c) Um treinamento eficaz deve ser interrompido e retomado durante o ano, levando em consideração a estratégia de treinamento adotada, cita Weineck (1999).

d) O desenvolvimento das capacidades de força deverão ser devidamente documentadas durante a fase de treinamento, proporcionando uma análise dos efeitos do treinamento, afirma Weineck (1999).

 

Uma forma de resistência de força que é de grande importância para esportes como boxe, patinação artística no gelo, esgrima e jogos como futebol, vôlei, etc, é a resistência de força rápida. A resistência de força rápida, depende especialmente da velocidade de recuperação da musculatura participante e da capacidade de resistência aeróbia e anaeróbia local e geral, menciona Weineck (1999).

A força de resistência geral é a resistência á fadiga da periferia do corpo, onde apenas um sétimo da musculatura esquelética é empregada. A força de resistência local é a capacidade de resistência á fadiga da parte periférica do corpo onde menos de um sétimo dos músculos esqueléticos são requisitados, menciona Weineck (1999).

De acordo com Roig (1990), é muito importante o trabalho de força de resistência para os atletas de wushu, pois os mesmos poderão desenvolver esforços contínuos, mantendo um ritmo do início ao término do movimento.