SANDA (SANSHOU)

Este arte marcial tipo full-contact foi desenvolvida originalmente pela milícia chinesa na década de 1960. O sanda emprega golpes, chutes, rasteiras e técnicas para derrubar e submeter o adversário.

História e filosofia

O termo sanda tem uma história mais longa e é mais comumente usado. Sanshou foi o nome dado oficialmente a esta arte marcial ao ser formalizada e padronizada pelo governo chinês. Mais tarde, seu nome voltou a ser sanda.

A história do sanshou envolveu lutas Le tai (mãos nuas), em que não existiam regras. No entanto, ele evoluiu e se tornou uma prática competitiva entre os militares. Os combates eram comuns entre os soldados, que os utilizavam para testar e praticar técnicas e habilidades marciais com as mãos nuas. Surgiram então as regras, como o uso de luvas protetoras. A técnica foi utilizada originalmente pelo Kuomintang na primeira academia militar moderna de Whampoa, na década de 1920. Mais tarde, também, foi adotada como método pelo Exército de Libertação Popular da China.

Treinamento de sanda

Na China, celebra-se uma competição chamada ”o rei do sanda”, sobre um quadrilátero similar a um ringue de boxe, mas com dimensões maiores. Os lutadores não utilizam equipamentos protetores, mas podem desferir golpes no joelho, assim como chutes e socos. Alguns lutadores de sanshou participaram de competições de luta como K-1 e shoot boxing, mas não dos torneios do “rei do sanda”. Apesar disso, lograram algum êxito em competições de shoot boxing, que é mais parecido ao sanshou. Devido às regras das competições de kickboxing, os lutadores de sanshou estão sujeitos a mais limitações que o habitual. Fonte: Discovery Brasil

Compartilhe